I Mostra dos Estudantes

I Mostra dos Estudantes da Oficina MetaCultural.

Dia 18/06 das 18h às 23h, vamos compartilhar o processo que vivenciamos em aula.
Estudantes das turmas de Performance, Teatro, Canto e Sonoplastia.
A Entrada é Gratuita e o local possui café/bar com opções também para vegetarianos e veganos.

*Atualizamos o post com imagens do Evento – Confira no final da página!

Cronograma da Mostra

18h – Pintura coletiva e Varal de Eus
18h40 – OS FORASTEIROS – Armando Gonçalves, Gabriella Moreira, Gabriel Elizário, Juliana Sanchez, Marcello Gonçalves e Rudá Cainã
– O ESPELHO
– PROCURANDO ZÉ NO OLÍMPIO
– TERRA DE NINGUÉM

19h10 – INSTALAÇÕES SONORAS – David Oliveira e Luiz Antonio Rodrigues
Água doce, água salgada + Foley Real e Surreal

19h30 – INTERVENÇÕES VOCAIS – Alana Barros Silva , Eduarda Alves,
Priscila Santos e Wesley Pimenta.

19h50 – INSTALAÇÕES SONORAS – David Oliveira e Luiz Antonio Rodrigues
Paisagens – A Natureza Urbana

20h00 – PERFORMANCES
Michelle Rodrigues, Juliana Fierro, Alexandre Angelo e Gabriela
Russo Bassani

21h00 – TEATRO – Turma de Interpretação e Montagem – André Dréh Lima, Eder Lopes, Eduarda Alves, Fi Salvador,, Gabriel Elizário, Jucimara Canteiro, Juliana Silva, Juliane Sanchez, Karina Menezes, Lucas Furlan, Marcelo Gonçalves, Nathalia Duarte, Patricia Paiva, Rudá Cainã, Vinnycius de Lima

– CENAS DE 01MIN -15 Personagens
– OLHAR DO TEMPO – Música para espetáculo
– CILADA
– AQUABOU
– OS OLHOS DE DEUS E O CÚ DO DIABO
– IRINEU, O QUE NELE DEU?
– PELO MENOS NÃO DOEU – Música para espetáculo

22h30 – FESTA DE INTEGRAÇÃO

Orientadores: Daniella Barsoumian, Erika Coracini, Mel Maranhão, Paulo Gianini e Thais Aguiar

ATUALIZADO – IMAGENS DO EVENTO

Brasil – O Mito Fundador

 

Trecho de uma das cenas do nosso espetáculo:
Escravo 1 – Eu tenho família e eles precisam de mim. Preciso voltar!
Escravo 3 – Fiquem quietos!
Escravo 2 – Me diga pelo menos onde estamos? Que país é esse?
Escravo 1 – Por que ninguém faz nada?
Escravo 3 –  Você quer morrer? Ninguém quer saber de onde viemos, se temos família, se somos alguém de valor. A única diferença que existe aqui é essa (mostra a pele).

cores

Atores – Saulo Brandão, Juliana Santos e Roberta Magalhães / Foto: Paulo Gianini

Depois de um longo processo de adaptação na nova sede, estamos de volta! Agora mais experientes, mais fortes e com um único objetivo – entender o Brasil e revelar as histórias que nos foram omitidas desde a “descoberta”.

Para além de “passar a mensagem” sobre o preconceito, a discriminação, a desigualdade, etc., vale ressaltar que nosso interesse é destrinchar os fatos históricos que nos foram omitidos, deturpados e – ainda hoje – velados. Entender o ser humano em sua essência e sua relação com o poder. A herança religiosa que nos foi imposta. Os valores de uma sociedade educada sob o medo e a opressão. Que possamos trazer de volta a discussão aos palcos e criar novas formas para se encarar os fatos, elevando o discurso e deixando de lado “birras” partidárias.

Para entender o mito fundador, estamos trabalhando nas seguintes frentes de pesquisa: o  negro, o índio, o sertanista e a mulher e como tudo isso se encaixa nos tempos atuais – o contemporâneo.
Convidamos também pessoas interessadas em fazer parte desse processo de montagem (pesquisa, ensaios e processo de produção), artistas em geral, pesquisadores e professores. Para saber mais sobre local e horário de ensaio, basta nos contatar através do e-mail: contato@oficinametacultural.com.br
Com previsão de estréia para fevereiro de 2016, iniciamos o processo de produção e estamos abertos a novas parcerias.

Até!
Thais Aguiar.