Curso de Férias – O Ator Narrador e a Rua

Curso de Férias – O Ator Narrador e a Rua

Sobre Concreto Sonho - Dir. Érika Coracini

Sobre Concreto Sonho – Dir. Érika Coracini

Período do curso:  24 de Janeiro à 03 de fevereiro
Apresentação:
 04 de fevereiro à tarde.
Dias: Quartas, Quintas e Sextas / Horário: 10h às 13h30
Público Alvo:  atores, bailarinos e estudantes de teatro
Processo Seletivo: Carta de Interesse
Vagas: Máximo 15 pessoas – a partir de 16 anos sem limite de idade.

Oferecemos certificado ao término!

Ficha de inscrição no final página

O Curso

A oficina O ator narrador e a rua’ pretende colocar o participante em contato com inúmeras maneiras de relacionar-se conscientemente com o espaço na rua que escolhe para criar sua cena a partir de narrativas previamente sugeridas e trabalhadas.

Como este ator-aprendiz narra? Como torna-se consciente de seu corpo no espaço? Como relaciona-se com o coletivo do qual faz parte? Assim, proporemos a interação do corpo que narra uma história, ao mesmo tempo que se relaciona e a insere na topografia, arquitetura, forma, tempo e ritmo da rua.

Durante o trabalho serão sugeridas inúmeras ações e relações em espaços próximos ao local em que a oficina está sendo ministrada, a fim de desconstruir os princípios das obviedades que são atribuídos aos objetos, às coisas e, aos lugares, ampliando o leque de possíveis criações de cena do processo colaborativo de criação desenvolvido por Luís Alberto de Abreu.

Conteúdo

  • Desdobramentos da função do ator como narrador (aquele que conta a história) e personagem (aquele que se encontra dentro da história contada), tendo como base contos pré-selecionados.

    Espetáculo Entre Esperas Foto: Alexandre krug

    Espetáculo Entre Esperas
    Foto: Alexandre krug

  • Refletir sobre o ator narrador na rua, através de textos e vídeos sobre o assunto.
  • Disponibilizar o corpo do ator para o trabalho na rua.
  • Explorar as possíveis relações do corpo do ator com os diferentes espaços.
  • Experimentar no espaço escolhido a relação do corpo do ator através de sua interação espacial e sinestésica com a forma, o gesto, a repetição de movimentos ou ações, a arquitetura, o tempo, a duração e a topografia do lugar em questão.
  • Explorar as possibilidades de relação do corpo com o coletivo trabalhando a conexão entre os atores.
  • A partir de improvisações e criações de cena em grupo, discutir as seguintes questões: como este ator narra na rua? Como este grupo favorece a narrativa? Como o espaço/rua narra a historia?
  • Trabalhar a escuta das relações entre tempo, ritmo e palavra, espaço e palavra, corpo e palavra, cena e público.
  • Ao final do processo, desenvolver ações cênicas criadas a partir das narrativas escolhidas.

Investimento

300,00 – à vista.
2 x 175,00 – cartão de crédito.

FICHA DE INSCRIÇÃO

Todos os campos são de preenchimento obrigatório. Preencha com atenção o seu e-mail para que possa receber a confirmação da inscrição.
Nome

E-mail

Data de Nascimento

Endereço

Cidade

CEP

Telefone

Carta de Interesse
Descreva aqui o que te motiva a fazer o curso:

Como ficou sabendo do curso?

58440021Erika Coracini

Atriz, diretora e pesquisadora. Formou-se em Artes Cênicas pela Universidade de São Paulo. Mestre pela ECA/USP com a dissertação “Jongo e Teatro: princípios performáticos da festa”.

Na Penélope Cia de Teatro, na qual é fundadora e atualmente diretora, pesquisa a intersecção entre um teatro performativo e narrativo em uma dramaturgia de espaço. A Cia iniciou seus trabalhos com o espetáculo “Penélope Vergueiro”, no qual atuou, texto e direção de Carlos Canhameiro em 2011; em 2013, a Cia realiza o espetáculo itinerante “Sem Palavras” em diversas casas, dirigido por Erika Coracini e com dramaturgia de Alexandre Krug; atualmente apresentam o terceiro espetáculo também itinerante “…Entre Esperas…ou Como um dia come o outro…”, dessa vez na avenida Paulista com o parque Trianon, repetindo a direção de Erika Coracini e dramaturgia de Alexandre Krug.

Também a partir dessa pesquisa, dirigiu o espetáculo “Nossa Senhora das Nuvens” de Arístides Vargas, com o Grupo Sopro, 2013. Essa mesma pesquisa havia nascido em “Sobre Concreto Sonho”, direção de Erika, com o Forte Casa Teatro, grupo do qual foi fundadora. Este também era um espetáculo de rua processional, criado através do projeto Vizinhanças, contemplado pela Lei de Fomento ao Teatro para a cidade de SP – Ver mais

Inscrições abertas – Cursos 2º Semestre

Inscrições Abertas – Cursos 2º Semestre SP

Estão abertas as inscrições para os cursos do 2º Semestre na Oficina MetaCultural!

A Oficina MetaCultural é o local ideal para quem está iniciando, para quem já é artista e quer se reciclar, adquirir novos conhecimentos, desenvolver habilidades, trocar experiência e compartilhar vivências. Nossa equipe conta com excelentes profissionais com forte atuação no mercado artístico. Os cursos possuem excelente carga-horária e valores, comparado com os demais espaços em SP.

Clique no link abaixo para mais informações sobre o curso, horários e currículo dos profissionais:

Transparentes no que fazemos, em nosso site é possível acompanhar a nossa trajetória, currículo dos profissionais e produções artísticas.

Somos uma Oficina Livre e não uma escola, o que nos dá a liberdade de trabalhar com o potencial artístico de cada profissional, tornando-o além de professor, um pesquisador em sua linguagem. Os maiores beneficiados são os estudantes que durante e ao término dos cursos apresentam o resultado de suas pesquisas para o público em geral.

Localizada na Rua Treze de Maio, 120 – Próximo as principais avenidas de São Paulo, Consolação, Nove de Julho e Rua Augusta.
Além dos cursos, são realizados semanalmente eventos artísticos sempre com entrada gratuita ao público e possui também um delicioso e acolhedor café/bar, para reunir os amigos!

Em nossa página no facebook, você pode acompanhar nossas postagens diárias, imagem das aulas, publicações sobre o nosso blog, programação cultural, editais, curiosidades e matérias. Curta você também – clique aqui!

A Oficina recebe constantemente propostas para novas parcerias artísticas, envie-nos o seu projeto para: coordenacao@oficinametacultural.com.br

Contatos – (11) 4113-6616 – contato@oficinametacultural.com.br

Clique aqui e faça já a sua inscrição!

Curso – O Ator Narrador e O Espaço

Curso – O Ator Narrador e O Espaço

Período do curso: 05 meses

Espetáculo Entre Esperas Foto: Alexandre krug

Sobre Concreto Sonho – Dir. Erika Coracini

De 20 julho a  14 de Dezembro

Dia: Quartas-feiras
Horário – 15h às 18h
Público Alvo:  Interessados em geral. Não é necessário ter experiência.
Faixa etária: À partir de 16 anos, sem limite de idade.
Vagas por turma: Máximo 20 pessoas.

Não cobramos taxa de inscrição e nem taxa de matrícula

Mensalidade:
R$ 150,00


Oferecemos certificado ao término

 O pagamento deverá ser realizado no 1º dia de aula 15/07 em dinheiro ou cartão de débito/crédito.

FICHA DE INSCRIÇÃO – Clique Aqui!

Apresentação e Objetivo dos Curso

O curso O ator narrador e o espaço’ pretende colocar o participante em contato com inúmeras maneiras de relacionar-se conscientemente com o espaço que escolhe para criar sua cena a partir de narrativas previamente sugeridas e trabalhadas.

Como este ator-aprendiz narra? Como torna-se consciente de seu corpo no espaço? Como relaciona-se com o coletivo do qual faz parte? Assim, proporemos a interação do corpo que narra uma história, ao mesmo tempo que se relaciona e a insere na topografia, arquitetura, forma, tempo e ritmo do espaço.

Durante o trabalho serão sugeridas inúmeras ações e relações em espaços próximos ao local da em que a oficina estará sendo ministrada, a fim de desconstruir os princípios das obviedades que são atribuídos aos objetos, às coisas e, aos lugares, ampliando o leque de possíveis criações de cena.

Conteúdo
  • Desdobramentos da função do ator como narrador (aquele que conta a história) e personagem (aquele que se encontra dentro da história contada), tendo como base
    Espetáculo Entre Esperas Foto: Alexandre krug

    Espetáculo Entre Esperas
    Foto: Alexandre krug

    contos pré-selecionados.

  • Desdobramentos do significado artístico de intervenção.
  • Refletir sobre o ator narrador e a intervenção teatral, através de textos e vídeos sobre o assunto.
  • Disponibilizar o corpo do ator para o trabalho em grupo.
  • Explorar as possíveis relações do corpo do ator com os diferentes espaços.
  • Experimentar no espaço escolhido a relação do corpo do ator através de sua interação espacial e sinestésica com a forma, o gesto, a repetição de movimentos ou ações, a arquitetura, o tempo, a duração e a topografia do lugar em questão.
  • Explorar as possibilidades de relação do corpo com o coletivo do qual faz parte trabalhando a conexão entre os atores.
  • A partir de improvisações e criações de cena em grupo, discutir as seguintes questões: como este ator narra? Como este grupo favorece a narrativa? Como o espaço narra a historia?
  • Trabalhar a escuta das relações entre tempo, ritmo e palavra, espaço e palavra, corpo e palavra, cena e público.

Ao final do processo, desenvolver ações cênicas criadas a partir das narrativas escolhidas

 

Profissional

58440021Erika Coracini

Atriz, diretora e pesquisadora. Formou-se em Artes Cênicas pela Universidade de São Paulo. Mestre pela ECA/USP com a dissertação “Jongo e Teatro: princípios performáticos da festa”.

Na Penélope Cia de Teatro, na qual é fundadora e atualmente diretora, pesquisa a intersecção entre um teatro performativo e narrativo em uma dramaturgia de espaço. A Cia iniciou seus trabalhos com o espetáculo “Penélope Vergueiro”, no qual atuou, texto e direção de Carlos Canhameiro em 2011; em 2013, a Cia realiza o espetáculo itinerante “Sem Palavras” em diversas casas, dirigido por Erika Coracini e com dramaturgia de Alexandre Krug; atualmente apresentam o terceiro espetáculo também itinerante “…Entre Esperas…ou Como um dia come o outro…”, dessa vez na avenida Paulista com o parque Trianon, repetindo a direção de Erika Coracini e dramaturgia de Alexandre Krug.

Também a partir dessa pesquisa, dirigiu o espetáculo “Nossa Senhora das Nuvens” de Arístides Vargas, com o Grupo Sopro, 2013. Essa mesma pesquisa havia nascido em “Sobre Concreto Sonho”, direção de Erika, com o Forte Casa Teatro, grupo do qual foi fundadora. Este também era um espetáculo de rua processional, criado através do projeto Vizinhanças, contemplado pela Lei de Fomento ao Teatro para a cidade de SP – Ver mais